segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

PARA TI MEU AMOR, HOJE É O TEU DIA MAS O AMOR É NOSSO!





PRIMEIRO A TUA MÃO…


Primeiro a tua mão sobre o meu seio.
Depois o pé – o meu – sobre o teu pé.
Logo o roçar urgente do joelho
e o ventre mais à frente na maré.

É a onda do ombro que se instala
É a linha do dorso que se inscreve.
A mão agora impõe, já não embala
mas o beijo é carícia, de tão leve.

O corpo roda: quer mais pele, mais quente.
A boca exige: quer mais sal, mais morno.
Já não há gesto que se não invente,
ímpeto que não ache um abandono.

Então já a maré subiu de vez.
É todo o mar que inunda a nossa cama.
Afogados de amor e de nudez
Somos a maré alta de quem ama.

Por fim o sono calmo, que não é
senão ternura, intimidade, enleio:
o meu pé descansando no teu pé,
a tua mão dormindo no meu seio.

Rosa Lobato de Faria
Imagem: Sami Briss
http://gatopingado.wordpress.com/category/rosa-lobato-de-faria/

GOLDFINGER

1 comentário:

BRANCAMAR disse...

Olá António,

Foi dos mais lindos poemas de amor que li. Rosa Lobato Faria tinha uma sensibilidade e um fino gosto e sentir em tudo que dizia.

Beijinhos para vós e muitos anos felizes, até sempre.

Branca