domingo, 17 de abril de 2011

ÀS MULHERES DA MINHA VIDA... E A TODAS AS OUTRAS!




"Meu nome é MULHER!


Eu era a Eva


Criada para a felicidade de Adão


Mais tarde fui Maria


Dando à luz aquele


Que traria a salvação


Mas isso não bastaria


Para eu encontrar perdão.


Passei a ser Amélia


A mulher de verdade


Para a sociedade


Não tinha a menor vaidade


Mas sonhava com a igualdade.


Muito tempo depois decidi:


Não dá mais!


Quero minha dignidade


Tenho meus ideais!


Hoje não sou só esposa ou filha


Sou pai, mãe, arrimo de família


Sou camionista, taxista,


Piloto de avião, policial,


Operária em construção ...


Ao mundo peço licença


Para atuar onde quiser


Meu sobrenome é COMPETÊNCIA


E meu nome é MULHER!


Autor desconhecido


Foto da Net


GOLDFINGER

2 comentários:

BRANCAMAR disse...

Olá António,

É tão bom visitar os amigos dos primeiros dias da blogosfera, aquele grupinho tão sólido e querido, que mesmo longe nunca esquecemos.

Adorei este poema, muito obrigada pela parte que me toca, como mulher.

Desejo-te uma Santa e Feliz Páscoa.
Beijos para ti, esposa, filhos e toda a família.

Sempre amiga
Branca

elvira carvalho disse...

Boa tarde Amigo. Há quanto tempo sem passar por aqui e logo que passo sou recebida por um poema destes.
Amigo todos os mails que lhe envio ficam sem resposta. Gostava de saber como vão. Tenho saudades de outros tempos em que todos os dias escrevíamos algo novo. Quase nem tenho vontade de escrever. A doença, do pai e a sua morte, o agravamento do estado de saúde da mãe até à sua morte e por fim a doença do marido deixaram-me moralmente aniquilada. Se puder dê notícias. Gostava de saber como vão.
Um abraço