quinta-feira, 6 de maio de 2010

SABEDORIA





Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não

Vinícius de Moraes


GOLDFINGER

3 comentários:

Brancamar disse...

Vinicius era não só um grande poeta, como um homem muito sábio.
Eu vou nesta "cartilha" e quanto mais velha melhor porque esta passagem é curta e ai de nós se não aproveitamos os dias que nos restam.
Obrigada mano António por tão lindo texto.
Com amizade eterna.
Beijos
Branca

FERNANDINHA & POEMAS disse...

MEU QUERIDO AMIGO, BELÍSSIMA POSTAGEM... BOM FIM DE SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

São disse...

Muito bonito o poema, mas eu ainda continuo achando que prefiro estar só a mal acompanhada, rrss

Meu querido amigo, um abraço grande para ti e tua família!