quarta-feira, 8 de abril de 2009

ALGUÉM ENTENDE ISTO? QUAL CRISE?

Nem a crise acabou com férias de Páscoa

Operadores turísticos ajustaram a oferta à procura. Turismo interno ainda com muitas vagas




Brasil


Há já algum tempo que os voos especiais de Páscoa para o Brasil, Caraíbas e Cabo Verde estão esgotados. Os operadores turísticos mostram-se satisfeitos. Algarve e serra da Estrela - dois dos destinos tradicionais desta época - dispõem ainda de vagas.

"Viagens para as Caraíbas? Está tudo esgotado há já algum tempo. E para o Brasil também. E para Cabo Verde está quase a esgotar". Tiago Gonçalves, chefe de um dos balcões da Euroviagens, no Porto, explica que, este ano, a oferta ajustou-se à procura. "Já não há mais tantos charters para o Brasil. Agora, a maioria das viagens para aquele país são feitas nos voos directos da TAP. E, como há menos voos, os que existem enchem mais facilmente", explicou.

Rogério Cardoso, do operador turístico Mundo Vip, confirmou ao JN que a oferta foi, de facto, ajustada. "Temos notado que, em termos de crise, o impacto agora na Páscoa foi menor do que no resto do ano", referiu. Ou seja, "a Páscoa correu dentro das expectativas sem o cenário pessimista da falta de clientes", sublinhou.

Para aquele operador, a crise nas viagens sente-se ao longo do ano, quando as pessoas "faziam alguma extravagância em viajar fora das épocas habituais". Agora, como explicou, "os consumidores são mais cautelosos, preferem gastar em viagens mais curtas, mas com maior garantia de qualidade. A crise foi favorável: fez os operadores ajustar a oferta e os consumidores a serem mais exigentes".



Caraíbas


Visão igualmente optimista é partilhada por Tiago Rodrigues, da operadora turística Soltrópico. "As nossas vendas estão 41% acima do ano passado comparando os valores agregados de Março e Abril", referiu. O lançamento de um novo charter directo à ilha da Boavista, em Cabo Verde, veio contribuir para o sucesso das vendas. "A procura tem respondido de uma forma muito positiva", realçou. Segundo informou, além de Cabo Verde (ilhas de Sal e Boavista), houve uma grande procura de viagens para S. Tomé de Príncipe, Madeira e Açores.

Fonte do departamento de Marketing da Agência Abreu confirmou que as vendas estão ao mesmo nível do ano passado, apesar da crise. "Sente-se, sobretudo, que os clientes fazem mais contas e demoram mais tempo a tomar decisões", referiu. Naquela agência, as viagens mais vendidas têm como destino Cabo Verde, Tunísia, Cuba, Brasil, circuitos europeus e Disneylândia.

Menos satisfeitos estão os hoteleiros portugueses. De acordo com um inquérito elaborado pela Associação de Hotelaria de Portugal (AHP) aos seus associados, espera-se para o período da Páscoa - comparativamente com período idêntico do ano passado - uma quebra de 4% na taxa ocupação/quarto. O preço médio por quarto vendido deverá situar-se 1% abaixo do ano passado.



Cabo Verde


Segundo a AHP, estes valores traduzem um crescimento negativo de 6% da receita total no comparativo dos dois períodos pascais. No que toca à receita de alojamento, o valor esperado é ligeiramente inferior (-4%).

A região algarvia é a que apresenta menores variações, com uma receita total de - 2% e com uma taxa de ocupação de quarto de -3%. O Centro é a região com expectativas mais baixas, com uma receita total de -11%.

JN

Fotos da Net


Comentário:

Alguém me explica onde anda a crise, ou ela só se faz sentir em minha casa???

GOLDFINGER



4 comentários:

Maria disse...

Goldfinger

Para que a crise se sinta menos aqui em casa, estou a fazer "cortes" - os que posso - porque não sei quanto tempo a crise vai durar.
Mas digo-te que só há crise (ou consciência dela) para alguns...
E assim vamos nós, (quase) cantando e rindo...

Beijinho
e Boa Páscoa

Angel of Light disse...

Olá querido amigo!

Estou de volta, se bem que não com tanta assiduidade, mas regressei do casulo. Mas estou bem.

No entanto, há muito que ainda se mantêm a dormir em casulos espelhados que reflectem realidades criadas por eles próprios. Só olham para o seu umbigo e fazem crescer o Ego.
Mas cada um só age de acordo com o seu grau de consciência e só temos de respeitar. Façamos o nosso trabalho e sigamos em frente. Os outros farão o seu... da forma que sabem...

Obrigada pela tua presença sempre tão carinhosa.

Deixo-te luzinhas mensageiras de cor prata da Mãe e de cor dourada do Pai.

Beijinhos de Amor e Luz!

elvira carvalho disse...

E na minha amigo... E vou cortando, cortando, para que ela não se sinta muito. Que tenho uma princesa que não quer saber de crises, e cresce, cresce...
Um abraço e uma Santa Páscoa

Brancamar disse...

Pois é amiguinho, também ainda não percebi muito bem por onde anda a crise, mas que não é para todos lá isso é verdade...!
E muito haveria a dizer sobre este tema, mas já toda a gente sabe que é sempre a classe média que paga a factura mais pesada, mas mesmo aí, nem todos.
Tem uma boa noite e não penses demasiado na crise, quanto mais se fala nela, mais a atraímos, vamos cortando nas despesas, mas vá lá, sempre de cara alegre e fazendo "caretas" à dita,eheheh!

Dorme bem, eu vou fazer o mesmo e vamos sonhando com as Caraíbas, Cabo Verde e por aí fora..., mas olha que não sei se será melhor que aqueles cantinhos de Afife, Moledo e Vila Praia de Âncora que tanto adoramos. Neste momento é o meu sonho mais imediato, ter tempo e uns tostões para ir até lá e ler uns livrinhos virada para o mar, acordar de manhã e ver o Monte de Stª Tecla mesmo em frente ou jantar de olhos postos num espectacular pôr do sol.
Se vires bem as coisas o que conta é a forma como te sentes, a feliciddae que sentes, em qualquer parte do mundo.

Beijinhos.
Mana Branca
(Já mais recuperada e a vir com mais frequência :).É que estou de férias, mas apenas para tratar de assuntos que não consigo nos dias de trabalho e descansar. Quem sabe ainda consiga um dia desta semana para passar por aquele nosso paraíso Minhoto!).
Até breve.
Mais beijinhos.
Branca