quarta-feira, 1 de abril de 2009

RAÚL SOLNADO



“Vim apenas para me despedir”




A aparição do actor num programa da SIC, onde foi homenageado, só foi confirmada pouco antes da sua chegada à Casa do Artista.

Raul Solnado foi mesmo a grande surpresa da “Maratona de Humor”, que a SIC emitiu no passado mês de Fevereiro, ao longo de todo o dia. Apesar de muito debilitado – e contrariando as recomendações dos médicos – o actor fez questão de marcar presença no final do espectáculo que decorreu na Casa do Artista e onde foi alvo de uma homenagem. “Eu vim aqui apenas para me despedir. Não resisti vir aqui dar um abraço e agradecer à SIC e à produção do programa que foi sensacional”, disse o actor visivelmente emocionado na sua curta aparição, não escondendo o seu estado de saúde frágil.

“A minha vida foi muito louca e dura mas muito saborosa. Com esta agitação toda o meu coração está por um fiozinho”, confessou o actor, que foi conduzido até ao palco por Nuno Santos, director de programas da SIC.




Ele já sofreu dois enfartes

O actor e humorista de 79 anos, já sofreu dois enfartes e foi operado ao coração e a um pulmão. A presença de Raul Solnado, que se encontrava recolhido em casa devido a uma forte constipação, só foi confirmada pouco antes da sua chegada. Até Herman José, que conduziu a longa emissão de oito horas, ficou surpreendido com a aparição do homenageado, já que a sua presença não era esperada. “Ele está em convalescença de uma valente gripe, o que na idade dele não pode ser assumido com ligeireza.

Sei que queria imenso vir, mas foi terminantemente proibido pelos médicos”, confessava ao final da manhã o humorista, sem contar com a presença de Raul Solnado. “Ele é um homem que se emociona com este tipo de coisas e não me parece que uma pessoa que está fragilizada e em recuperação deva estar aqui no meio de uma coisa destas”, acrescentou o apresentador. Acabou também ele surpreendido.

24 HORAS DE 19.02.2009





Comentário:

Raul Solnado é um actor de referência no panorama artístico nacional. Sempre me habituei a vê-lo com enorme satisfação e o seu humor fez escola em Portugal. Ficaram célebres as suas rábulas e na época era usual ouvir-se frases como: “Podi’ó chama-lo” ou “Mas a minha mãe foi a Évora” ou ainda a simples palavra “malandrice…”

Raul Solnado, é um Senhor em todos os aspectos da vida artística e pessoal, quer pelo seu talento, quer pelo seu carácter e pela importância que tem junto de seus pares. Lembre-se que foi decisivo para a criação da Casa do Artista no nosso país.

Sempre me assaltou uma dúvida sobre uma história que meu pai me contava e que nunca tive oportunidade de tirar a limpo junto de Raul Solnado. Contava-me ele que, antes de ser o actor que se revelou, Raul Solnado foi vendedor comercial e que fora seu colega. Desconheço se a história tinha ou não fundamento, nem isso é importante, mas uma coisa me queria dizer, é que já ele também admirava o actor muito e sentia por ele respeito e carinho.

Rápida recuperação, não é o que se pede, é o que se exige a Raul Solnado!

Fotos da Net

GOLDFINGER



3 comentários:

São disse...

Espera-se realmente que Solnado, que ainda vi ao vivo, recupere depressa e bem.


Uma noite descansada, Amigo.

gaivota disse...

bonitas palavras ao grande homem do teatro que aqui vens deixar!
concordo em absoluto, é humorista por excelência, nem precisa falar para agradar e deixar boa disposição!
beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO, FIQUEI EMOCIONADA AO LER A TUA POSTAGEM... DURANTE MUITOS ANOS, HABITUEI-ME A VÊ-LO TODAS AS MANHÃS NA RUA, POIS MURAVAMOS PERTO... QUE DEUS O AJUDE... OBRIGADA PELO POST... ABRAÇOS PARA TI AMIGO,
FERNANDINHA