domingo, 1 de novembro de 2009

DE REGRESSO AO PASSADO EM MANHÃ DE DOMINGO…


Amigos/as

Nunca vos aconteceu acordar e julgarem que ainda estão a sonhar? E só passados alguns segundos ou mesmo minutos é que se apercebem que já não dormem? Que tudo não passou de um sonho, tão real, mas de um sonho?

Foi o que me aconteceu neste domingo.

O meu arquivo de memória enamorou-se dele e os dois de mãos dadas, fizeram-me voltar muitos… muitos anos atrás.

O dia fundiu-se com a noite e ainda tenho bem presente, todos os cantinhos que visitei e tudo o que revivi neste regresso fascinante ao passado.

As férias passadas com a minha avó paterna, as passadas no Minho com a avó materna. As traquinices e os raspanetes do senhor Correia. As noites de sonambulismo recheadas de aventuras nocturnas prontamente sanadas por minha mãe. As festas. As tardes depois de vir da escola. Os amigos de infância, e muito particularmente os companheiros. Enfim, foi uma viagem longa mas refrescante.

Na memória ficou-me uma dessas festas lá em casa. Um aniversário de alguém que não me recordo quem. Lembro-me de termos andado todos à procura do meu primo Tó, (dos nossos quatro nomes só um é diferente), que desaparecera da confusão da festa e do barulho sem saber para onde. Encontrámo-lo sentado na marquise de volta dos muitos livrinhos de quadradinhos que eu tinha em casa.

Foi este episódio que me fez hoje recuar no tempo e procurar na net estes livrinhos que fizeram as minhas delicias tantas tardes e tantas noites. Minhas e de meu primo, mais apaixonado que eu desta literatura.

Em jeito de convite, deixo aos que me acompanham na idade, o relembrar muitos desses livrinhos e de algumas revistas que nos anos sessenta/setenta nos faziam sonhar. Aos que não me acompanham na idade, ainda hoje também delas terão conhecimento, muito provavelmente através das que foram ficando em casa dos pais e avós. Por cá ainda há algumas.

Porque encontrei muitas, e para que a postagem não seja maçadora, irei colocá-las durante alguns dias. Vai fazer-me bem. Vai fazer bem a muitos de nós!

Um bom domingo a todos!















































Fotos da Net

GOLDFINGER



6 comentários:

Isamar disse...

Ainda na sexta-feira, em conversa com um amigo de infância, estive recordando muitos destes livros que fizeram as delícias da nossa meninice. Hoje, foste tu quem me fez regressar a esse passado tão feliz. Tantas saudades, amigo.

Beijinhos

elvira carvalho disse...

Começamos a ficar velhos quando as recordações do passado são maiores e nos dão mais prazer do que os projectos para o futuro...
Eu estou ficando velha há muito.
Um abraço e uma boa semana. Especialmente Quinta-feira...

gaivota disse...

e o astérix, antónio???
que maravilha de livrinhos que aqui trazes...
boa semana
beijinhos

Goldfinger disse...

Isamar

Que bom andas por aqui de novo.
Voltei a recordar os meus anos de jovenzito...
Jinhos

António

Goldfinger disse...

Elvira

Lembro o passado com alguma frequência e talvez nem seja bom sinal... é que o presente e o futuro não nos oferece nada de esperançoso...
Um abraço

António

Goldfinger disse...

Gaivota

O Astérix e o Obélix também e virá numa nova postagem.
Um abraço

António