segunda-feira, 2 de novembro de 2009

O MEU RESCALDO DO BRAGA-BENFICA DO ÚLTIMO FIM-DE-SEMANA





Este jogo de Braga, o Benfica nunca ganharia!

Começo com esta afirmação por variadíssimas razões e desde logo início este rescaldo a falar do meu Benfica. Jorge Jesus, o treinador-estratega que o SLB contratou esta época e que tantas alegrias tem dado à nação benfiquista, desta vez não foi o “do costume”, nem sei porquê. Acho que demorou a perceber que alguns jogadores do Benfica não estavam bem e, na minha modesta opinião, falhou quando decidiu fazer entrar Keirrison fazendo sair Javi Garcia. Perdeu-se segurança naquele sector. Ramires não esteve bem grande parte do jogo, Di Maria simplesmente não existiu na primeira parte e Fábio Coentrão pagou o preço da pouca rotina que tem de lateral esquerdo. Quim, nem se mexeu no livre de Hugo Viana e não existiu nenhum jogador do Benfica sobre a linha de baliza e no canto oposto ao de Quim. Apareceu Cardozo muito tarde e sem hipótese de cortar de cabeça o golpe fatal que deu o primeiro golo do Braga.






O Braga é uma equipa coesa com bons executantes, rápidos e habituados a jogar nas costas do adversário. Aproveitam com mestria e jogadores rápidos os deslizes e as falhas de marcação das equipas contrárias. Jogam no erro dos adversários e têm-no feito com êxito neste início de campeonato. Meyong, Mossoró e Alan dão dimensão à equipa. Eduardo não me parece em boa forma e não entendo como é o número um da baliza nacional. São escolhas. Domingos Paciência, tem aproveitado bem aquilo que Manuel Machado, Jesualdo Ferreira e Jorge Jesus iniciaram e lhe deixaram e acho que tem andado a encher muito “o balão” com os resultados obtidos, muitos deles à rasquinha, e com pontinha de sorte e não só, fruto de uma protecção que salta aos olhos de toda a gente. É verdade que ganhou ao Sporting, ao Porto e agora ao Benfica, mas aguardemos pelos tempos menos favoráveis para percebermos a verdadeira dimensão do Domingos enquanto treinador.






Falo agora da arbitragem, deste senhor árbitro Jorge de Sousa, o mesmo que num Guimarães- Benfica da pré-época não viu um penálti sobre um jogador do Benfica e cometido nas suas barbas. Pois muito bem, desta vez entrou mais atento e mostrou cartões amarelos em situações que não eram para ali chamadas e deixou outros por mostrar demonstrando sempre para que lado tinha a “vista” virada. Como exemplo, João Pereira que andou a distribuir “fruta” durante todo o tempo e que deveria ter sido enviado para o balneário bastante mais cedo, afinal só viu um amarelo. Depois, este senhor Jorge Sousa, anulou um golo limpinho ao Benfica, numa falta que só ele e Domingos viram, numa altura do jogo em que o resultado ficaria em 1-1. Segura esta forma de arbitrar, sem dúvida. No segundo tempo, uma novidade, os dois clubes regressaram ao relvado com menos dois jogadores, André Leone do Braga e Cardozo do Benfica, expulsos no túnel em incidentes que começaram cá fora no relvado no fim do primeiro tempo. Curioso é que se viu Cardozo na Sport TV a levar dois estalos de um jogador do Braga, apenas por querer serenar os mais exaltados. Expulsão correctíssima pois Cardozo, o melhor marcador do Benfica, incomodava os arsenalistas e nos próximos jogos estará eventualmente no banco castigado. Naturalmente levará três jogos pois o terceiro desses jogos é com o rival Sporting e o FCP está a dois pontos e a jogar menos bem.






Era interessante a opinião pública conhecer o relatório do árbitro sobre o que passou no túnel para se ficar a conhecer a fundamentação desta expulsão.

Por mim, exemplos destes deixam-me sempre de pé atrás e são muito conhecidos de alguns estádios do nosso país. Que o diga Domingos Paciência pois túneis com problemas conhece ele bem desde os tempos de jogador do FCP. Dos túneis e das perseguições a árbitros em campo, quando ele achava que prejudicavam o Dragão.

Agora tem opinião diferente, pois claro, que os tempos são diferentes e a postura tem que ser em prol da sua equipa, que por acaso tem ao seu dispor alguns jogadores emprestados pelo Dragão.

Aliás, esta condição de “emprestados” deveria ser regulamentada a preceito, não tanto pelo empréstimo mas sim porque a alguns ainda são pagos os salários pelo clube a que estão vinculados. Depois, quando os clubes a que foram emprestados joga com o clube que detém os seus direitos, esses emprestados normalmente nem jogam porque estão… de baixa médica. Mesmo jogando, não me parece que aqueles que são pagos pelos clubes que os emprestaram, devessem poder fazê-lo por questões de transparência e verdade do jogo. Nestas circunstâncias à “mulher de César não lhe basta ser séria, tem de parecer também…”

Todos os principais clubes portugueses cometem este erro mas uns cometem mais que outros. Veja-se o FCP que tem, segundo li algures, algumas dezenas deles. É o poder do Norte, que passa a vida a vitimar-se como parente pobre da nação.

Anda por aí uma petição pela verdade desportiva. Eu acho muito bem. Está na hora de deixarem de existir os “resultados” confusos para muitos de nós.






Fica o meu rescaldo sobre este Braga-Benfica, com um resultado negativo para o meu SLB, muito por culpa própria, não só porque desta vez não foi a equipa que este ano nos habitou, mas também porque as “protecções” mal amanhadas continuam. As recentes goleadas também devem ter tido a sua responsabilidade, acredito.

Por razões geográficas e de cansaço já não vejo com regularidade jogos ao vivo pois prefiro vê-los pela TV, onde ficamos a par dos pormenores de todas estas “jogadas” bonitas que todos os fim-de-semana nos são oferecidas. Pormenores que se transformam em pormaiores.

Haverá muito campeonato ainda e o Sport Lisboa e Benfica, o Glorioso SLB, saberá enfrentar tudo e todos e no final deste campeonato sagrar-se-á CAMPEÃO NACIONAL. É disso que todos nós, simpatizantes e associados estamos à espera. Está à espera mais de metade do país real. Isto dói a muitos!

FORÇA BENFICA! VIVA O BENFICA!

António Inglês









Fotos da Net

GOLDFINGER

2 comentários:

Brancamar disse...

António,
Passo para deixar beijinhos.
Desculpa hoje não poder ler o post.
Volatarei.
Branca

Goldfinger disse...

Mana Branca

Não tem problema. Virás se puderes e se o tempo o permitir. Sei que estás aí, como sabes que estarei sempre aqui.
Beijinhos

António