quinta-feira, 5 de março de 2009

EXCELENTE AVISO



Crianças infelizes tornam-se adultos doentes

Uma equipa de cientistas britânicos revela em estudo que crianças que são infelizes têm mais chances de se transformar em adultos permanentemente doentes ou incapacitados.

A pesquisa liderada pelos cientistas do King's College de Londres analisou 7,1 mil pessoas nascidas entre 1950 e 1955 e permitiu observar que as crianças descritas por os professores como "infelizes" ou "angustiadas" tinham 5 vezes mais hipótese de não poder trabalhar devido a problemas de saúde quando chegassem à meia-idade. Segundo os cientistas, estas crianças também demonstraram mais tendência para sofrer de depressão.

"Baseados em pesquisas anteriores, suspeitamos que estes grupos são mais susceptíveis à depressão e à ansiedade, o que, é claro, é uma grande causa do abandono de trabalho", revela um dos membros da equipa que adianta o seguinte: "não podemos dizer que essas tendências causam problemas de saúde em idade mais avançada, mas certamente parecem ser um factor que contribui".

Sentido das Letras, MSN Notícias






Comentário:

Sem dúvida, uma infância feliz prepara as crianças para uma vida melhor e ajuda-as a encararem os problemas de forma diferente. Mas desconhecia que a infelicidade pode trazer problemas de saúde na meia-idade. Talvez que não seja assim na totalidade, mas o estudo faz sentido.

Por isso meninos, vá sorriam, brinquem, cantem, saltem e …. Sejam felizes!!!

GOLDFINGER


4 comentários:

Maria disse...

Fico logo aflita com a expressão "crianças infelizes"...
As crianças só têm que ser felizes, e cabe aos adultos proporcionar-lhes uma infância feliz.

Beijinho, G.

Cata-Vento disse...

A existência de crianças infelizes são da inteira responsabilidade da sociedade onde estão integradas. Cabe-nos a nós, dedicar-lhes atenção, carinho, amor... e não temer denunciar casos de maus-tratos, negligência sempre que de tal tenhamos a certeza ou desconfiemos .

Jinhos mil

Bem-hajas!

elvira carvalho disse...

Não sei até que ponto é verdade mas tem lógica. A infância é a partida para uma corrida que é a vida. E todos sabemos que atleta que parte mal, dificilmente chega à meta bem.
Um abraço e obrigada pelo mail.

Fatima disse...

Pois pois... e os pais modernos que continuem a dar aos meninos playstations e jogos informáticos, em vez de lhes darem tempo, afecto, educação e amor.....