quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

LENDA PORTUGUESA



Em Portugal, mais concretamente no interior Beirão, existe uma versão algo peculiar que se desvia da tradicional lenda do lobisomem. É referido que uma pessoa que padeça desse mal ou estado de espírito, sai pela noite fora, tendo de percorrer sete castelos e voltar do sítio de onde saiu ainda antes do amanhecer. Diz-se que se transforma nos rastos dos animais que apanhar no seu caminho, ou somente no primeiro rasto que encontrar. Enquanto o lobisomem estava fora fazendo a sua jornada, a única maneira de o libertar desse mal era colocar a roupa da pessoa do avesso. Pensava-se que quando a pessoa a vestisse, o mal desapareceria, porque a sina era quebrada. Referia-se que existiam muitos lobisomens pela zona do Gavião (Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo), e quando se questionava acerca da razão da existência de tal coisa, as respostas eram algo unânimes: "As palavras dos baptizados eram outras.." e mencionava-se as razões já ditas na lenda brasileira. Por vezes, quando as pessoas vinham de uma festa ou convívio, ou simplesmente vinha da horta, a pé ou de carroça, e estamos a falar á 30 ou 40 anos atrás (ou mais), não raras vezes era ouvido um som repetitivo, como um trovão constantemente a ribombar, de longe e associava-se isso aos lobisomens.

Desde á alguns anos para cá que não se ouve falar de um caso desses, mas ainda perduram na memória as histórias que nos contavam em pequenos, como a do homem que conversava com os seus amigos no café, e deixa escapar: "Como me custa subir a serra da Ladeira de noite, com pés de porco...".

Fotos da Net

GOLDFINGER


4 comentários:

Maria disse...

Ai estas lendas de "meter medo"...

Beijinho, Goldfinger

Cata-Vento disse...

Gosto de ler estas lendas que ouvia em menina, à lareira, mas nunca as comprendi. Homens que, de noite, se transformavam em animais e percorriam montes e vales. Triste sina a sua! Eu lembro-me que não gostava de as ouvir e ficava aterrada mas, de vez em quando, lá vinha uma.

Bjinhos mil

Bem-hajas, Gold!

gaivota disse...

é verdade, há uns 40 anos era notícia haver os lobisomens, as figuras estranhas demoníacas, a loba de rio maior...
deixaram de amedrontar o povo, ou de aparecer...
ainda me lembro dessa dos pés de porco!
lendas, sempre baseadas em algo de verdade...
beijinhos

elvira carvalho disse...

Também conheço muitas dessas histórias. Dizia-se na terra dos meus pais, que quando um casal tinmha sete filhos do mesmo sexo, o mais velho tinha que baptizar o mais novo, porque se assim não fosse, o mais novo seria lobisomem, se fossem sete rapazes, ou bruxa se fossem sete raparigas.
Um abraço e bom fim de semana