quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

MORREU MANUEL SERRA HISTÓRICO SOCIALISTA






Morreu o homem que desafiou e perdeu contra Mário Soares no primeiro Congresso do PS depois do 25 de Abril.

Manuel Serra morreu vitima de doença prolongada aos 78 anos.

Em 1974, quase conseguiu 44 % dos votos dos congressistas para uma orientação considerada mais à esquerda e de forte tendência revolucionária.

Na altura, um discurso de Manuel Alegre foi fundamental para dar a vitória a Mário Soares. Era a primeira grande divergência no PS em democracia.

O corpo de Manuel Serra foi cremado hoje, quarta-feira no Cemitério dos Olivais.

Alegre recorda Serra

Manuel Serra foi um dos símbolos da luta pela liberdade. É desta forma que Manuel Alegre reage à morte do histórico do Partido Socialista, vitima de doença prolongada.

Manuel Alegre admite divergências com Manuel Serra, mas destaca sobretudo a sua luta contra a ditadura de Salazar.

“O Manuel Serra foi um grande resistente anti-fascista, um homem que participou em muitas acções contra a ditadura, nomeadamente no assalto a Beja. Foi preso, barbaramente espancado, passou muitos anos na cadeia. Depois aderiu ao Partido Socialista, tivemos nessa altura até algumas divergências, mas sempre tivemos uma relação de grande companheirismo e respeito mutuo, porque, acima de tudo, participamos na luta pela liberdade”, afirma Manuel Alegre.

RRenascença OnLine


Foto da Net

GOLDFINGER

2 comentários:

Maria disse...

Quando a História recente deste País se puder escrever talvez haja alguém que possa escrever sobre a importância de Manuel Serra no PS (e depois FSP) e das posições de Manuel Alegre, na época, e do Mário Soares, na época, e do que dizem agora. Será muito interessante de ler. Oxalá eu ainda cá esteja.

Beijinho, António.

Brancamar disse...

Uma perda grande quando partem homens tão importantes e dignos na história de um país.
UM lutador convicto e generoso.
Beijinhos para ti, António.
Branca