domingo, 6 de dezembro de 2009

OS PERIGOS DA NET MAS NÃO SÓ





Lisboa: Jovem aceitou encontrar-se com o desconhecido

Rapariga de 19 anos foi violada e roubada. PJ recomenda prudência com redes sociais.

Rui’ e ‘Ana’ (nomes fictícios) conheceram-se na internet, numa das redes sociais mais populares entre os jovens. As conversas on-line entre os dois estudantes, de 21 e 19 anos, respectivamente, deram uma ilusão de confiança à rapariga, que perante a insistência acabou por aceitar o convite do novo amigo para o conhecer pessoalmente. O encontro acabou na casa dele, em Lisboa, onde ‘Ana’ foi violada e roubada.

O violador foi detido anteontem pela Polícia Judiciária de Lisboa, depois de a vítima ter apresentado queixa às autoridades.

Desconhecem-se os pormenores do crime, mas o CM sabe que o caso deixou a jovem extremamente abalada por ter confiado num homem que apenas conhecia através do computador. A partir do momento em que esteve sozinha com ele – e ainda por cima na casa do suspeito – não teve qualquer hipótese de defesa. Para lá de ter sido abusada sexualmente, ficou ainda sem o dinheiro e objectos pessoais que trazia consigo.

O suspeito foi ontem presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial. Está indiciado por violação e roubo. Até à hora de fecho desta edição desconhecia-se as medidas de coacção.

PORMENORES

CUIDADO E PRUDÊNCIA

'A Polícia Judiciária alerta para a necessidade de as pessoas, particularmente os jovens, agirem com a maior prudência na gestão de amizades feitas na internet', apelou ontem a força de segurança.

124 CRIMES

Dados da APAV revelam que em 2008 houve 124 casos de crimes sexuais participados: 61 por violação, 40 por abuso sexual e 23 por outros crimes sexuais.

CASOS EM SINTRA

Em Novembro, a PJ deteve em Meleças um jovem de 17 anos que violou duas raparigas que conhecera através da net.

Correio da Manhã 5 Dez. 2009


Comentário:


“Com dezanove anos, acho que esta “Ana” deveria ter um pouco mais de juízo e não ser tão ingénua. Como ela, sei que existem inúmeras “Ana’s” por esse país fora, mas esta cometeu vários erros. Ao aceitar encontrar-se com quem só conhecia da Net, (o que até nem considero assim tão grave porque acredito tê-lo-ia feito mesmo que o encontro não fosse marcado com um amigo da Net), sujeitou-se às consequências de um encontro que até poderia nem ter sido perigoso, mas acabar esse encontro em casa de quem não conhecia…. Não lembra ao diabo! Então será que a “Ana” quando aceitou ir a casa do seu “novo amigo” não saberia que esse encontro poderia acabar no que deu? Não teria consciência disso? Com dezanove anos?

E resta saber, que tipo de relação terá havido entre os dois durante o encontro que mantiveram antes de ter aparecido o convite para ir a casa deste malandro , logo no primeiro encontro entre ambos. As coisas não acontecem por acaso, e os riscos são mesmo muitos, mas para uma jovem com esta idade, não terá sido ingenuidade a mais?

Depois, aconteceu o roubo porque o meliante era mesmo daqueles que por aqui andam somente à procura destas “inocentes”.

Espero que a Justiça não seja branda, mas temo que depois de ser ouvido em tribunal, acabe por ficar com medidas de coacção que lhe permitirão continuar cá fora, quiçá em busca de mais “Ana’s”


Foto do Correio da Manhã


GOLDFINGER



3 comentários:

Maria disse...

Há aqui qualquer coisa que me falha, ou então eu sou já mesmo muito antiga. Vejamos: 21 e 19 anos. Primeiro encontro entre os dois. E ela, 19 anos, aceita ir a casa dele???
Em que mundo estamos?
E isto apenas, para não falar (ou especular) sobre qualquer outro pormenor...

Beijinho, António

Isamar disse...

Infelizmente as conversas "on-line" podem acabar assim se as pessoas envolvidas não tomarem as precauções necessárias.Tenho ouvido dizer que deste modo têm começado alguns namoros que até têm dado em casamento, o que não deixa de ser espantoso, mas o que interessa é que o fim seja feliz. Neste caso aconteceu o contrário. Infelizmente, a incauta foi apanhada por um "amigo" desconhecido em quem confiou demais.

Beijinhos

Bem-hajas!

elvira carvalho disse...

Parece uma coisa esquisita. Para primeiro encontro seria normal um lugar público. De que mundo virá ess "Ana"?
Tenho uma amiga virtual, no Uruguai, 21 anos. O ano passado fez uma amizade assim pelo pc. O "jovem" era tão simpático, tão compreensivo, o homem ideal. Antes de partirem para algo mais sério combinaram um encontro numa pastelaria. Disseram como iriam vestidos e o que levariam para melhor serem reconhecidos.
Na hora do encontro ela ficou nervosa e resolveu ir com uma amiga, e vestir outra roupa para não ser reconhecida se eventualmente alguma coisa no jovem não lhe agradasse.
E sabe o que descobriu? O "jovem" era um cinquentão careca.
Um abraço e bom feriado.