sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

FIZERAM-NOS ACREDITAR….


"Fizeram-nos acreditar que amor mesmo, amor a sério,só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram que amor não é accionado, nem chega com hora marcada.

Fizeram-nos acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não nos contaram que já nascemos inteiros, que ninguém na nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: crescemos através de nós mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.

Fizeram-nos acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.

Fizeram-nos acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de horas devem ser reprimidos.


Fizeram-nos acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que namoram pouco são caretas, que os que namoram muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.

Fizeram-nos acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas estão erradas, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos sempre tentar outras alternativas.
Ah, também não nos contaram que ninguém nos vai contar isso. E que cada um vai ter que descobrir sozinho.

E nessa altura, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e apaixonar-se por alguém"

John Lennon

Texto e Foto da Net

GOLDFINGER


4 comentários:

Cata-Vento disse...

"Fizeram-nos acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável."

"...quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e apaixonar-se por alguém"

Que post tão bem escolhido! Que sensibilidade a tua! Eu sei, eu conheço-te, e nunca duvidei de que és um homem apaixonado, apaixonante a quem ninguém fica indiferente.

Desde a primeira hora que te conheci,disse que ia ter aqui um amigo para a vida. E sei que tenho! Conta sempre comigo que serei uma incondicional amiga.

Bem-hajas, Gold friend!

Milhares de beijinhos

Bom fim de semana.

Brancamar disse...

Olá meu amigo,
É verdade, aquele poema que visitaste há pouco encerra mais qualquer coisa que um simples poema, mas depois de dar uma voltinha por este blog também percebi que este espaço encerra um amigo que já conheço.
Interessante como os seres verdadeiros e que se afeiçoam se reconhecem em qualquer parte! E não foi preciso ler muito,eheheh!
E tão palerma sou que só agora voltei atràs ao texto e vi que estava lá mesmo o teu nome, mas foi um teste à minha sensibilidade, amizade e inteligência, aliás como já aconteceu com o Cata Vento. Ai os meninos que não avisam os amigos, mas também não nos conseguem enganar, eheheh!
Sabes, agora que já aprendi mais sobre este mundo virtual, também me apetecia às vezes começar tudo de novo.
Bem hajas.
Um grande beijinho.
Branca

Goldfinger disse...

Sou realmente um homem apaixonado. Pelas coisas boas da vida, pelos meus familiares, pelos meus amigos dos quais não consegui afastar-me...
Sei que posso contar contigo mas a inversa também é verdadeira como sabes.
Jinhos muitos

Goldfinger disse...

Pois, essa do nome foi uma falha imperdoável mas já está emendado.
Dificilmente se consegue mudar o estilo e a linguagem por mais que queiramos.

Cá vou de novo, onde espero poder contar com os amigos que me fizeram voltar atrás de outra maneira, mas dos quais não consegui abdicar.

Beijinhos