sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

PAIXÃO À PRIMEIRA VISTA


Amor instantâneo

A questão não é nova, mas continua a dividir opiniões. O amor à primeira vista existe ou não passa de um mito inventado pelos românticos? E você? Apaixona-se ao primeiro olhar ou acha que isso só acontece nos filmes?

Corria o Inverno de 1952 numa pequena cidade do Iowa, nos EUA. Ela tinha 19 anos, ele 20. Ela foi ao casamento de um parente afastado, ele estava a ajudar os convidados a sentarem-se. Quando os seus olhares se cruzaram foi como se um relâmpago a atingisse. Teve a certeza de que aquele era o homem da sua vida. Curiosamente, ele sentiu o mesmo. Casaram um ano depois e continuam juntos até hoje, mais de 50 anos passados.

Esta é uma das história de amor à primeira vista com final feliz contada por Earl Naumann em Love at First Sight, livro exclusivamente dedicado ao amor à primeira vista em que, além de contar histórias de casais que se apaixonaram ao primeiro olhar, o autor tenta perceber o que é e como ocorre o amor instântaneo. Para isso, ouviu as experiências de mais de 200 pessoas que garantem ter experimentado esse tipo de amor.




Mito ou realidade?

Mas afinal o que é o amor à primeira vista? Será que existe ou não passa de um mito da literatura e do cinema destinado a fazer-nos sonhar e em que algumas pessoas passaram a acreditar e, por isso, julgam viver? Naumann define amor à primeira vista como «apaixonar-se no momento em que se encontra o outro pela primeira vez». Apaixonar-se é a palavra certa, já que a maioria dos psicólogos acredita que a paixão e a atracção física são possíveis nesta fase do relacionamento, mas o amor não. O amor implica mais trabalho e investimento.

Amor ou paixão, a atracção à primeira vista divide opiniões. Para muitos não passa de uma projecção de um ideal: ao cruzarmo-nos com uma pessoa com as características sonhadas identificamo-nos automaticamente com ela. Ou seja, não se trata de amor verdadeiro, mas apenas de uma identificação; que pode desmoronar-se depois de conhecermos melhor o outro. Uma teoria que não explica casos como do casal do Iowa nem satisfaz quem já se sentiu apaixonado logo depois do primeiro olhar e cuja relação resultou. Para esses o amor à primeira vista existe e é amor verdadeiro.




Olhar paixão

Outra questão que a teoria de que o amor à primeira vista não é amor verdadeiro não explica é porque é que por vezes sentimos imediatamente atracção ou repulsa por uma pessoa. Essa sensação tem raízes complexas. Embora não se saiba porque nos apaixonamos por um homem e não por outro, a ciência tenta explicar essa atracção pela acção das feromonas. A feromona é uma substância segregada pelos animais que influencia o comportamento de outros da mesma espécie, tais como os estimulantes sexuais das borboletas ou os rastos das formigas.

As feromonas são conhecidas há muito, mas recentemente, os cientistas descobriram que os seres humanos têm um órgão minúsculo, localizado na zona do nariz, que também detecta essas substâncias, libertadas a todo o momento pelos nossos poros. Ou seja, perante as feromonas de um parceiro compatível, verificar-se-ia uma reacção química interna e homem e mulher sentir-se-iam imediatamente atraídos, como se um fosse um imã e outro um pedaço de metal.





A química do amor

Se não se sabe até que ponto as feromonas influenciam a escolha de parceiros na espécie humana, os «sintomas» do amor à primeira vista são mais consensuais. Quando se pergunta o que sentiu quem o experimentou, a importância do olhar é sublinhada por todos. É com uma troca de olhares que tudo começa e é essa troca que muda tudo. Depois, uns falam de «química», outros de «excitação», outros ainda de «electricidade». Descrições que correspondem às reacções químicas que se passam no cérebro quando estamos perto da pessoa amada e que se traduzem numa respiração mais acelerada, em suores e em alguma agitação.

Se o amor à primeira vista existe ou se é amor verdadeiro são questões ainda sem resposta para ciência, mas perfeitamente claras para quem viveu uma experiência desse tipo. Portanto, se acredita no amor à primeira vista abra os olhos. O mais provável é que seja atingida pela seta do Cupido quando menos esperar.

http://www.diasfelizes.iol.pt/

Fotos da Net

GOLDFINGER


6 comentários:

elvira carvalho disse...

Eheheh... muda-se de casa, de nome, mas o jeito de escrever... voltámos aos posts longos...
Pois é amigo eu apaixonei-me à primeira vista, pelo companheiro da minha vida. Eu, ele não. Também acontece. E então? - perguntará você.
Então começou um jogo de sedução que acabou por fazer nascer nele, aquilo que em mim tinha brotado ao primeiro olhar.
Um abraço e bom fim de semana.

À margem, o pai deve ter alta amanhã.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO GOLD, EU ACREDITO NO AMOR HÁ PRIMEIRA VISTA, PORQUE SUCEDEU VOMIGO TINHA 14 ANOS E ELE MAIS UMA DÚZIA DO QUE EU... E AINDA HOJE LEMBRO COM SAUDADE DESSSES TEMPOS... NÃO DEU CERTO PORQUE EU ERA UM DONZELA VIGIADA QUASE 24 HORAS POR DIA... ELE VEIO FALAR COM O MEU PAI QUE O PÕS A CORRER PORTA FORA, MAS A PAIXÃO FICOU NO MEU CORAÇÃO... 6 ANOS DEPOIS ELE CASOU-SE EM COMO CONVIDADA FUI AO CASAMEMTO DELE... NA IGREJA SÓ EXISTIA DUAS PESSOAS NÓS ... ELE ERA PROFESSOR PRIMÁRIO E A PESSOA ENQUANTO NÃO PO APANHOU NÃO DESCANSOU... AQUELES TEMPOS... ISTO PASSOU-SE NOS AÇORES ... QUANDO EU VIM PARA LISBOA ESTUDAR E JÁ ESTAVA CASADA UM DIA ENCOMTRAMONOS EM COIMBRA TINHAM PASSADO QUINZE ANOS O CHOQUE FOI O MESMO... TIVEMOS HIPÓTESE DE CONVERSAR E ELE DISSEME QUE EU SERIA SEMPRE O AMOR DA VIDA DELE... NESSA ALTURA TAMBÉM ESTAVA CASADO COM O HOMEM QUE EU SEMPRE RESPEITEI NA NOSSO TEMPO DE CASAMENTO... ENTRETANTO FALECEU...HÁ SEIS ANOS... EU CONTUNUO A MINHA VIDA SÓZINHA POR OPCÇÃO... E SINTO-ME MUITO BEM, MAS MUITO DO QUE EU ESCREVO TENHO NO CORAÇÃO AQUELE AMOR DA MINHA ADOLESCÊNCIA... ONDE ESTARÁ, COMO ESTÁ, COMO TERIA SIDO A NOSSA VIDA SE ESTE AMOR SE TIVESSE CONCRETIZADO???
PERGUNTAS PARA AS QUAIS PENSO NUNCA TER RESPOSTA... UM BOM FIM DE SEMANA E MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Filoxera disse...

Se é à primeira vista ou não, o importante é que vá havendo amor.
Beijinhos.

elvira disse...

Amigo, eu disse-lhe um dia que nós temos muita coisa em comum. É quase como se viessemos da mesma família. Vou contar-lhe um segredo. A Piedade, era a minha avó paterna, e o seu terceiro filho, o Manuel de qwuem estou contando a história, é o sr. meu pai que muito amo.
Um abraço e um bom fim de semana

Laura disse...

Meu amigo querido!...Sim, o AMIGO de que falas, também é meu amigo desde sempre... Obrigada pelo amor e carinho para a minha recuparação!...Ele está lá comigo em todos os momentos, nos menos bons também...ali nunca me abandona...

Ah, essa do amor; infelizmente ainda nem sei o que isso é...aos 25 anos casei e..que coisa menos romantica, acho que fui apenas a empregada da casa, embora bem renumerada, mas dali nasceram os meus amores maiores.... O NUno de 29 e a Neide de 25, ambos ja formados e a ganharem as suas vidas e a ajudarem no que podem... depis o tal do amor foi-se, meteu-se numa embrulghada de outro amor sem acabar com este primeiro...bem, novo amor veio para mim..amor? ai amor por onde andas, essa quimica, esse sentir que eu sei que existe, ainda não bateu na minha porta.... mesmo casada, mesmo respeitando meu marido, falemos verdadeiramente, amor? não, não é...não pode ser...
E assim; cantarei interiormente a saudade que tenho de sentir o mais belo sentimento que pode have rno mundo...O amor entre dois seres e que se amem...ah, lindo, lindo. Obrigada pelo amor que me deixaste no resteas...obrigada pela partilha aqui..laura..

Cata-Vento disse...

Eu acredito que, à primeira vista, haja aquela química que nos permite sentir que estamos perante alguém que não sairá mais da nossa vida, do nosso pensamento, do nosso coração.Há pessoas com quem nos identificamos logo. Tenho a certeza. São doces,têm um sorriso que nos fascina, têm uma conversa interessante, têm uma voz que nos toca...
Tenho amigos assim, reais e virtuais. Foi uma "química" à primeira vista. Todos aqueles que vivem no meu coração sabem quem são e quanto me são imprescindíveis.

Bem-hajas, Gold! You are a good friend!

jinhos

Bom fim de semana!